No ano de 1963, a família Lupo, por intermédio do saudoso Sr. Wilton Lupo, filho de Henrique Lupo da Cia. Lupo, Agrícola, Comercial e Industrial, decidiu doar ao SENAI de São Paulo um terreno de 18.274,40 m² no bairro Quitandinha na cidade de Araraquara para a construção de uma escola de aprendizagem industrial.

      Em uma reunião da Delegacia Regional do CIESP, em 16 de junho de 1965 ficou decidido que seria dado o nome do industrial Henrique Lupo para a futura unidade escolar. As plantas e documentos ficaram prontos já no ano seguinte, porém as obras dos 3.075 m² da construção só tiveram início em 1969.

      No final de 1970, com a obra finalizada, começou a etapa de montagem das instalações. Em 21 de janeiro de 1971, a Escola SENAI "Henrique Lupo" iniciou suas atividades, ministrando cursos para as ocupações de marceneiro, mecânico de automóvel e mecânico geral, com um total de 96 vagas. E em 28 de maio de 1971, foi inaugurada a escola SENAI “Henrique Lupo”.

      Em 1976, foi instalada a área de eletricidade, com cursos de qualificação profissional. Em 1980, a escola aumentou o número de vagas dos cursos de aprendizagem para 184 e passou a formar também ajustadores e torneiros mecânicos.

      Em 1990 foi aprovado o projeto de ampliação do prédio. A obra foi finalizada em julho de 1992, totalizando 7.120,67 m² de área construída.

      No segundo semestre de 2003 a escola passou a oferecer o curso Técnico em Eletroeletrônica, além de atender a comunidade e empresas com treinamentos de formação continuada sob medida, nas áreas Automotiva, Eletroeletrônica, Metalmecânica, Madeira e Informática. Na mesma época, atendendo a demanda da Embraer, a escola começou a realizar programas específicos para profissionais do pólo aeronáutico da região.

      No primeiro semestre de 2005 iniciou em Ibitinga, o Curso de Aprendizagem Industrial na modalidade Costureiro Industrial de Peças de Enxoval e Afins.

     Em 2009 e 2010 a Escola recebeu investimento em máquinas para os setores de mecânica automobilística, eletroeletrônica, eletromecânica, sala de automação predial, metalmecânica, marcenaria, costura industrial, confeitaria e panificação, informática e móveis em geral. Nestes dois anos, o total de investimentos foi de aproximadamente R$ 10.000.000,00.

      No primeiro semestre de 2010 a escola passou a oferecer o curso Técnico em Eletromecânica. Neste mesmo ano a nova área de abrangência da Escola passou a ser os Municípios de Américo Brasiliense, Araraquara, Boa Esperança do Sul, Gavião Peixoto, Ibitinga, Rincão, Santa Lúcia e Trabiju.

    Atualmente a Escola atende as áreas: Alimentos, Automação, Aeronáutica, Automobilística, Construção Civil, Eletroeletrônica, Eletromecânica, Gestão, Logística, Madeira e Mobiliário, Metalurgia, Metalmecânica, Refrigeração, Segurança do Trabalho, Tecnologia da Informação e Vestuário.

      Em 2015, está prevista ampliação da área construída para aproximadamente 1.800 m².